ELO SOCIAL É O CRIADOR NACIONAL DO PROVÃO PARA CARGOS LEGISLATIVOS


Durante muitos anos reinou no Brasil a presença de parlamentares verdadeiramente analfabetos, alguns sem condições até mesmo de escrever e ler seu próprio nome.


É evidente que o projeto, título deste artigo, jamais partiria de um parlamentar, afinal, sempre se valeram dos chamados “puxadores de votos” que realmente tinham contato direto com a comunidade e acabavam também sendo votados e eleitos.


Foi em julho de 2000 que Jomateleno dos Santos Teixeira, diretor presidente do Elo Social, após estudar atentamente o código eleitoral, percebeu que não estava sendo cumprido na íntegra e marcou na Capital de São Paulo o primeiro “Provão para cargos legislativos”.


Devido à omissão dos tribunais eleitorais, a prova teria de ser aplicada pela instituição Elo Social, que para tal alugou o ginásio do Anhembi.


Qual não foi a surpresa o número ínfimo de inscritos, e a prova teve que ser cancelada, como se pode constatar na matéria jornalística abaixo:


O Tribunal Eleitoral, porém, que fora intimado da iniciativa para efeitos de fiscalização, achou por bem entender e acatar o pleito do Elo Social para as próximas eleições.


O resultado foi altamente satisfatório, visto que o número de candidatos que foram reprovados foi imenso e até a data de hoje ainda são aplicadas essas provas, infelizmente não com o projeto inteiro do Elo Social, visto que no projeto inteiro, além de saber ler e escrever, teria uma prova escrita com 30% do conteúdo sobre a constituição federal e 30% sobre a Constituição Estadual, essas com direito a consulta, e mais 40%, no caso dos vereadores, sobre a Lei Orgânica do Município, esta sem consulta.


A prova teria ainda uma redação sobre o que é um projeto de lei, ou o que é uma ação civil pública, ou ainda o que é improbidade administrativa, ficando o tema por livre escolha do candidato.


Essa é mais uma matéria para aqueles que duvidam da força que tem a cidadania em nosso país e é por esse motivo que afirmamos “não existir governo ruim para o povo que conhece os seus direitos”.


Quer saber mais sobre essas e outras notícias históricas? Acesse clicando abaixo:



3 visualizações0 comentário

Diretoria de Implantação de Projeto:

Rua Cecília Bonilha nº 145, São Paulo - Capital - (Sede Própria) Telefone: +55 (11) 3991-9919 Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"Movimento Passando o Brasil a Limpo"